Notícias Adventistas

Carolyn Azo

Carolyn Azo

Desafios Espirituais

Reflita sobre as vicissitudes da vida em sua caminhada diária com Deus e saiba que ainda existe esperança.

A Palavra perpétua

A Bíblia conduz o ser humano aos ideais estabelecidos por Deus (Foto: Shutterstock)

Isaías 5:20 (Nova Versão Internacional – NVI) diz: “Ai dos que chamam ao mal bem e ao bem, mal, que fazem das trevas luz e da luz, trevas, do amargo, doce e do doce, amargo!”.

É incrível ver como o mundo chegou a um estado igual ou pior que as cidades de Sodoma e Gomorra, no qual crianças, mulheres e idosos, especialmente, têm que sofrer as consequências do pecado. Nos dias de hoje, estar alinhado com a Bíblia parece loucura aos olhos dos filhos do mundo. Digo isso porque os filhos de Deus aceitam e obedecem às normas que Ele mesmo deixou. Bem diz o ditado: “O cego é o que não quer ver”. É impossível não perceber como as profecias estão se cumprindo diante de nossos olhos e como os pilares bíblicos estão sendo deixados de lado.

Se as pessoas lessem a Bíblia, haveria 0 de ignorância na Terra.

Quando Deus criou o mundo, estabeleceu dois pilares de grande importância para a felicidade e bem-estar humano. Porém, devido à sua teimosia e pecado, o homem sempre tentou modificá-los. Refiro-me ao casamento e ao dia de repouso bíblico, o sábado.
Nestes últimos três anos, o mundo esteve envolvido em uma sequência de eventos rápidos em que os valores bíblicos foram alterados pelos desejos humanos. A Bíblia diz assim em Isaías 5:20 (NVI): “[…] chamam ao mal bem e ao bem, mal […]”.

A doutrina do casamento
Deus criou o homem e a mulher, uniu-os em casamento para que fossem felizes, para que procriassem e povoassem a Terra. Porém, como todos nós somos testemunhas, o diabo tem se esforçado desde o início para romper os casamentos e criar novas formas desse fundamento bíblico; privilégio de união dado ao casal edênico e, portanto, a nós, pelo mesmo Deus.

No entanto, o ser humano que rejeita a Palavra de Deus se corrompeu e vai atrás de seus desejos. Eu não digo isso. É Paulo que diz em Romanos 1:26,27 (NVI), quando declara: “Por causa disso Deus os entregou a paixões vergonhosas. Até suas mulheres trocaram suas relações sexuais naturais por outras, contrárias à natureza. Da mesma forma, os homens também abandonaram as relações naturais com as mulheres e se inflamaram de paixão uns pelos outros. Começaram a cometer atos indecentes, homens com homens, e receberam em si mesmos o castigo merecido pela sua perversão”.

A doutrina do sábado
Uma vez juntos, a primeira família participou do pilar mais importante, o sábado. A Bíblia diz que o sábado foi criado por causa do homem e não o homem por causa do sábado. Você pode ler isso em Marcos 2:27 (NVI). O Senhor separou o sétimo dia para que repousemos e o santifiquemos, para que a família esteja unida e seja um lembrete perpétuo do memorial da criação, de Seu amor por nós.

Porém, mais uma vez, o homem estragou tudo, trocando o sábado pelo primeiro dia da semana, o domingo. A enciclopédia Wikipédia informa que “em 7 de março de 321, o imperador romano Constantino I, o Grande, decretou que o domingo (o dia do Sol) fosse considerado como o principal dia da semana, substituindo o sábado (‘dia de repouso’)”. Claro, “dia do Sol”; ou seja, agora a humanidade tinha que reverenciar um dia disposto por um homem e não obedecer ao mandato divino cuja Lei é perpétua (Mateus 5:17,18). Que deslealdade!

O diabo sempre usou pessoas como você e eu que, afastadas de Deus, e seguindo teorias ou tradições humanas, se permitiram ser como agentes que lutaram e lutam contra aquilo que foi estabelecido por Deus. E hoje acontece o mesmo. Eu me refiro à Bíblia e somente à Bíblia, a que deveria ter sido a única regra de fé para todos em todos os tempos.

Sobre tal situação, à luz da Bíblia, a escritora Ellen White disse isso de forma mais clara no livro O Grande Conflito, página 593.4: “Ao aproximar-se a tempestade, uma classe numerosa que tem professado fé na mensagem do terceiro anjo, mas não tem sido santificada pela obediência à verdade, abandona sua posição, passando para as fileiras do adversário. Unindo-se ao mundo e participando de seu espírito, chegaram a ver as coisas sob a mesma luz; e, vindo a prova, estão prontos a escolher o lado fácil, popular”.

De que lado você estará? Você trocará a Palavra de Deus por opiniões humanas? Você se juntará aos que lutam para inverter os valores morais? É tempo de levantar nossos olhos ao céu, santificar-nos através da comunhão diária com Ele, porque nossa redenção está próxima.

“Mas aquele que perseverar até o fim será salvo” (Mateus 24:13, NVI).

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox