Notícias Adventistas

Carlos Magalhães

Carlos Magalhães

Igreja Conectada

Coluna fala sobre como levar a mensagem de Cristo ao maior número possível de pessoas com tecnologia digital e os recursos presentes no universo web.

Como manter-se seguro na Internet – Parte 1

Foto: Shutterstock

Estamos iniciando uma série de artigos onde vamos explorar alguns perigos da web e como você pode se proteger.

A Internet parece sofrer o mesmo fenômeno de algumas cidades: quanto mais cresce, mais perigosa se torna. A medida em que a Internet se expande, também cresce o número de pessoas mal intencionadas e criminosos que exploram as fragilidades do mundo virtual e a falta de conhecimento dos seus usuários para realizar práticas incorretas e delitos.

Infelizmente precisamos aceitar que a Internet, devido às suas próprias características e a maneira como foi criada, sempre representará algum risco para quem a utiliza. Mas, ainda assim podemos minimizar esses riscos e evitar certos problemas para navegarmos mais tranquilos.

Leia também:

Cuidado com as senhas

Essa é uma questão complicada e controversa. A maioria dos serviços na Internet exige uma identificação do usuário com login e senha. Como vamos lembrar de todas? Algumas pessoas com dificuldade de memorizar anotam as senhas em folhas de papel colocando-as sobre teclados, monitores, no fundo da gaveta e etc. Para evitar isso recomendamos os seguintes cuidados:

Senha com data de expiração

O ideal é que uma senha dure entre 30 ou 45 dias. Alguns sites e redes sociais oferecem a opção de lembrar o usuário para trocar a senha no prazo definido.

Evitar a repetição

A nova senha deve ser bem diferente e não ter mais de 60% dos caracteres da senha anterior.

Composição com números, letras e símbolos

Misture letras com números. Ex.:1s4e3u2s ou 1432seus

Alterne letras maiúsculas, minúsculas e símbolos @#$%& .

Não usar nomes ou números relacionados ao cotidiano.

Evite usar nomes, sobrenomes, apelidos, datas de nascimento, números de documento, placa do seu carro, nomes de planetas e palavras do dicionário.

Como escolher uma boa senha

Pelo menos oito caracteres (letras maiúsculas, minúsculas, números, símbolos).

Que seja simples de digitar e fácil de recordar

Uma boa técnica é resumir frases pegando só a letra inicial. Ex.: a frase “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu Seu Filho” ficaria assim: pDaomdtmqdsF. Podemos adicionar símbolos e números para ficar ainda mais seguro !pDaomdtmqdSF7

O ideal é que exista uma senha para cada site ou serviço de Internet que você utiliza. Dessa forma os ladrões de senha não conseguirão acessar todas suas contas e serviços.

Cuidado com Wi-Fi Grátis em lugares públicos

As redes públicas de Wi-Fi são aquelas grátis que você encontra em algumas lojas, praças, aeroportos, shoppings e hotéis. Tenha cautela porque elas oferecem alguns riscos de segurança. Crackers (comumente chamados de hackers) usam técnicas que podem interceptar os dados, fotos e vídeos que trafegam nessas redes de Wi-Fi. Algumas sugestões de cuidados:

-Nunca use Wi-Fi público para comprar online, acessar banco ou outros sites críticos. Implemente a autenticação de dois fatores nos sites e apps críticos. A autenticação de dois fatores exige além do login e senha algum outro item de confirmação que pode ser um e-mail ou SMS.

– Em lugares públicos visite somente sites com HTTPS.

– Desligue a opção de conexão ou reconhecimento automático de redes Wi-Fi no seu smartphone.

– Monitore sua conexão Bluetooth quando em lugares públicos para assegurar que ninguem está interceptando sua transferência de dados.

– Prefira se conectar via 3G ou 4G.

Há um ditado na indústria de cibersegurança que afirma existirem três tipos de pessoas no mundo: aqueles que foram hackeados, aqueles que serão, e aqueles que estão sendo hackeados agora e não sabem ainda. Exagero ou não, quanto melhor você se proteger, maiores serão suas chances de minimizar os danos potenciais.

No próximo artigo abordaremos quem são os hackers, crackers e os cuidados necessários para se evitar os vírus no smartphone e os famosos ransomwares.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox