Notícias Adventistas

Colônia de férias modifica rotina de crianças da periferia de BH

Voluntários do projeto vieram de vários locais de Minas Gerais e até do Rio de Janeiro e do Espírito Santo.

Belo Horizonte, Minas Gerais … [ASN] O pequeno Jonathan Henrique, de nove anos, mora em uma casa simples na periferia de Belo Horizonte com os pais e os cinco irmãos, também pequenos. O espaço é apertado, mas como qualquer criança carente da idade dele, consegue usar a criatividade para driblar as carências do dia-a-dia. Com a mãe desempregada, toda a renda da família depende do trabalho do pai, que ganha a vida como pintor. As necessidades são tantas que as crianças não têm nenhum brinquedo em casa. Até mesmo a bola que diverte Jônatas é emprestada do vizinho. ”Quando não estão brincando na casa da vizinha, eles inventam brincadeiras entre eles mesmos porque realmente não sobra dinheiro pra comprar bonecas e carrinhos. Preciso priorizar a alimentação deles”, conta emocionada a mãe dos garotos, Cristina Souza.

crianca-carente

Jonathan Henrique brinca na entrada de sua residência com bola emprestada do vizinho

Recentemente, a rotina de Jonathan e das demais crianças da comunidade Céu Azul foi alterada com a chegada de um grupo de voluntários. Eles fazem parte do projeto Missão Calebe da Igreja Adventista na região central de Minas Gerais. A equipe é formada em sua maioria por jovens e adolescentes de 14 a 22 anos. Tem gente que veio do Rio de Janeiro e até do Espírito Santo, como é o caso da adolescente Crislene Santana. “Vim com uma amiga e não nos arrependemos da escolha porque a experiência de poder ajudar o próximo e, ao mesmo tempo poder falar de Jesus é muito boa”, enfatiza.

O dia-a-dia da garotada começa cedo. Logo pela manhã eles saem de casa em casa convidando as crianças para participarem de uma colônia de férias inteiramente gratuita montada na região. A novidade agradou em cheio tantos a criançada quantos os pais. Agora o pequeno Jônatas tem mais uma opção de laser e também de aprendizado.

Além de promoverem atividades com as crianças, os “calebes” também fizeram ações sociais voltadas para toda a comunidade, como atendimento de saúde e de beleza. Além disso, cada nova amizade era uma oportunidade para essa garotada estabelecer um contato missionário com as pessoas. Experiência que trouxe diferença para a vida do pequeno Jonathan e das demais crianças do bairro. “Lá é muito legal, fiz novas amizades e aprendi coisas novas”, finaliza Jonathan. [Equipe ASN, Luzia Paula]

Veja abaixo a reportagem sobre o projeto:

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox