Notícias Adventistas

Clínica adventista vai até trabalhador realizar exame ocupacional

Clínica Adventista de Curitiba leva médico até o trabalhador.Curitiba, PR… [ASN] O exame ocupacional do trabalhador brasileiro com carteira assinada, regido pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), é exigido por lei no País e deve ser feito periodicamente – além daqueles solicitados no contexto de admissão e demissão. Pensando em facilitar a vida de quem precisa se submeter à avaliação médica, a Clínica Adventista de Curitiba criou um programa que leva o médico examinador até o local de trabalho das pessoas.
Guilherme Gorski, que atua como gerente de Produto de TI (Tecnologia da Informação) na sede da Igreja Adventista para o Sul do Brasil, avalia que a iniciativa representa economia de tempo. Para se deslocar até a Clínica de Curitiba ele gastaria pelo menos duas horas, entre trânsito, espera e atendimento. No exame realizado nesta quarta-feira, 04, em seu próprio local de trabalho, a avaliação durou menos de 15 minutos.  “O que a gente percebe é que o trabalho que a Clínica desenvolve, vindo até nós, traz tranquilidade. Não há necessidade de deslocamento, de perda de tempo. Além de ser uma necessidade legal, a gente pode manter a saúde em dia para uma melhor qualidade de vida e desempenho de nossas atividades”, atesta.

Conforme explica o técnico em Segurança e Saúde do Trabalho da Clínica Adventista de Curitiba, Rudinei Boeira de Souza, o exame ocupacional contribui para a redução do índice de afastamento de trabalhadores por motivo de doença, bem como de acidentes de trabalho, além de possibilitar servidores mais adequados à função.

Souza ressalta também que o programa adotado pela Clínica para atender servidores dos escritórios da Igreja Adventista e Escolas da capital paranaense, tem se mostrado vantajoso para empregados e empregadores. “Em virtude da correria do dia-a-dia, o deslocamento de um médico examinador até o posto de trabalho das pessoas traz facilidades para o servidor, uma vez que ele ganha tempo e evita também riscos de acidentes no trânsito ao se deslocar até uma clínica ou consultório médico. Para o empregador também é vantajoso porque evita o afastamento do funcionário de suas atividades por uma manhã ou tarde”, analisa.

“Quanto tempo economizamos evitando o deslocamento de 50 trabalhadores até a clínica?”, observa a médica Dionéia Kovalski, técnica responsável pela Clínica, que realiza avaliação periódica nos servidores da União Sul-Brasileira.

Fique por dentro

Conforme esclarece o responsável pela área de Recursos Humanos da União Sul-Brasileira, Adilson Rosa, em pessoas acima de 45 anos o exame é feito anualmente. Já para o trabalhador abaixo dessa idade, a legislação exige que o exame seja efetuado a cada dois anos. “Determinadas funções de risco, insalubres, devem ser acompanhadas de exame médico anual”, explica. [Equipe ASN – Márcio Tonetti]

 

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox