Notícias Adventistas

Brasileiro que escalou Everest dá palestra no UNASP

Profissional compartilhou experiência com estudantesEngenheiro Coelho, SP … [ASN] O Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp), campus Engenheiro Coelho, realizou dia 13 de novembro, no auditório central da instituição, uma palestra com o alpinista Rodrigo Raineri. O evento foi organizado pela equipe do Mutirão de Natal, com apoio do Diretório Central de Estudantes (DCE). O ingresso foi um quilo de alimento não perecível, que será doado para o Mutirão de Natal, evento realizado todos os anos pela Igreja Adventista. O tema da palestra foi No teto do Mundo, título do livro escrito pelo alpinista e pelo jornalista Diogo Schelp.

Durante o evento, Raineri contou sobre aventuras vividas e destacou a importância de se apaixonar pelo que faz. “Procuro despertar em cada indivíduo a valorização dos sonhos. Meu objetivo é sempre motivar e deixar uma mensagem positiva de que tudo que almejamos é possível ser realizado”, salientou o palestrante.

O evento serviu como um meio de incentivo para o projeto solidário no qual a instituição participa. O coordenador da campanha, Sidney Dutra, destacou que a palestra de Raineri foi um presente. “Ele veio totalmente de graça. Ele dedicou seu tempo aos alunos, e também aos mais necessitados que receberão os alimentos”, afirmou Dutra.

“A palestra foi ótima, os ouvintes puderam fazer muitas aplicações na vida. Para o mutirão de natal foi uma alegria trazer o Rodrigo Raineri, pelas grandes aventuras e experiências que ele já teve. Além de arrecadarmos alimentos com a palestra, podemos transmitir solidariedade às pessoas”, explicou o diretor do DCE, Johnn Rodrigues.

Considerado como um dos alpinistas mais experientes e técnicos do Brasil, Rodrigo Raineri nasceu em Ibitinga (SP), em 1969. Empresário, formado em Engenharia pela Unicamp, também já foi professor de pós-graduação do Senac. Em 2011, foi o primeiro brasileiro a escalar duas vezes, com sucesso, a mesma face do Monte Everest. Liderou 11 expedições ao Aconcágua, chegando ao cume por seis vezes. Realizou a primeira escalada aos 19 anos e nunca mais parou. [Equipe ASN, Rafael Brondani]

 

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox