Notícias Adventistas

Após 40 anos de resistência, funcionário público volta para Deus

A história de reconciliação com Deus vivida pelo casal Luiz Correia e Noeli Parnov fez com que eles saíssem de Porto Velho, Rondônia, para firmarem o compromisso público do batismo em transmissão nacional diretamente de São Paulo. Por muitos anos Luiz impediu que Deus estivesse no controle de sua vida. Mas hoje, convicto, ele fala sobre quão feliz está pela decisão tomada. “De um ano para cá, Deus está me chamando muito forte para voltar para Seus caminhos. Estou decidido a me reconciliar com Deus e desta vez será para sempre”, afirma Luiz.

O casal veio de Rondônia para ser batizado na programação deste domingo, 18 de novembro.

Quando ainda era criança ele frequentava a Igreja Adventista juntamente com seus pais. Mas ao entrar para a faculdade logo abandonou os princípios cristãos. Por 40 anos seus parentes e amigos oraram para que ele voltasse a priorizar Deus em sua vida. Mas foi somente após um momento de tristeza na família que ele sentiu a necessidade de fazer isto o mais rápido possível.

“Deus usou minha mãe já bastante enferma para tocar mais forte o meu coração. Ela sempre falava para eu voltar para Deus, mas eu nunca me importei muito. Um dia ela já estava bem debilitava e por não conseguir mais falar ela simplesmente pegou um folhetinho e colocou no meu bolso”, relembra Luiz. “Aquilo tocou muito forte o meu coração”.

A esposa de Luiz, Noeli Parnov, decidiu seguir os mesmos caminhos do marido após a leitura de um texto bíblico, feita por um pastor amigo da família. “Logo que o pastor abriu a Bíblia e começou a ler eu comecei a chorar. Aquilo falou muito forte ao meu coração”, conta Noeli. Preocupada com as mudanças que precisaria fazer em sua vida, Noeli orou pedindo a Deus que tirasse tudo o que pudesse atrapalhar sua entrega completa a Ele. “Desde que tomei minha decisão pelo batismo o Espirito Santo vem trabalhando dentro de mim”, avalia. “Eu já não sinto mais vontade de fazer o que antes fazia, estou muito feliz por esta decisão”.

Priscilla Stehling

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox