Notícias Adventistas

Amizade cristã e Internet produzem decisão por Cristo no Maranhão

 

Batismo selou amizade de Ana com Eunice e com Cristo
São Luís, Maranhão … [ASN] O efeito do comprometimento espiritual pode ser potencializado pela tecnologia. É o resumo da história de duas amigas. Eunice Quadros, uma instrutora bíblica voluntária, e Ana Marchioretto. As duas começaram a conversar pela Internet em julho de 2012 e a amizade se transformou em uma decisão espiritual tomada por Ana, batizada no final de novembro do mesmo ano. A história foi publicada nessa semana no site especializado em ações de evangelização virtuais chamado Evangelismo Web.

 

Depois da perda de seu pai, Ana começou um diálogo com Eunice até que conheceu o Nosso Cantinho Bíblico, um espaço criado por Eunice para ensinar mais sobre o livro sagrado do cristianismo. Passou-se o tempo e Ana, que aparentemente havia desaparecido do mundo virtual, estava, na verdade, estudando com profundidade a Bíblia durante 28 dias. “No dia 12 de novembro do ano passado ela fez quatro cursos bíblicos no site www.biblia.com.br, que pertence à Novo Tempo. A Novo tempo também mandou pra ela um curso bíblico pelo correio. De vez em quando ela ficava on-line, tirava algumas dúvidas e já saia de circulação novamente”, relembra a instrutora.

 

As inquietudes da estudante também provavam se o que Eunice ensinava estava realmente de acordo com a Bíblia. Toda essa preocupação levou a internauta a conhecer sobre a guarda do sábado. Assim que descobriu o princípio, ficou interessada em encontrar uma congregação adventista em São Luís, capital do Maranhão, onde mora.

 

A decisão final aconteceu em novembro, durante a série de mensagens apresentadas pelo pastor Alejandro Bullón, no programa  A Grande Esperança, gerado ao vivo pela web, TV e rádio simultaneamente com mensagens contundentes sobre dependência de Deus. Ana foi uma atenta espectadora do programa e o fez somente pelo site www.esperanca.com.br a convite da amiga Eunice. Estima-se que mais de 95 mil pessoas foram impactadas durante aquela semana pelas mensagens unicamente pelo canal online. “De repente, veio a notícia o batismo dela. Nossa, fiquei trêmula, chorei muito aqui onde trabalho, pois eu havia mandado a ela estudos bíblicos por correio e também pregava para ela aqui no Facebook e na minha página. Aquele dia chorei feito criança de emoção!”, diz, comovida a instrutora. O mais interessante é que Ana foi batizada dia 23 de novembro, enquanto Eunice tomou sua decisão pública por Cristo dia 22 de dezembro. Prova de que tecnologia aliada à sinceridade evangelística dão muito resultado. [Equipe ASN, Felipe Lemos]

 

 

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox