Notícias Adventistas

Agência humanitária traça estratégias mundiais

 

Liderança da agência discute inclusive evento na TailândiaGovernador Celso Ramos, Santa Catarina … [ASN] A ADRA Internacional (Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais) está reunida no Brasil para compartilhar experiências e discutir estratégias para os próximos anos. O encontro acontece no CATRE (Centro Adventista de Treinamento) de Governador Celso Ramos/SC, região metropolitana de Florianópolis. “Se nós quisermos crescer como uma agência de desenvolvimento e recursos assistenciais, devemos nos reunir e aprender como um todo”, comenta Jonathan Duffy, presidente da ADRA Internacional. O encontro acontece até o dia 27 de fevereiro.

 

Duffy explica que a ADRA criou estruturas específicas para desenvolver melhor sua instituição. “Temos na ADRA uma unidade de gerenciamento de programas onde são produzidos os projetos. E na reunião desses dias estaremos trocando ideias para melhor desempenhar esses setores da instituição”, ressalta. Outro tema que está sendo discutido é o encontro que será realizado ainda esse ano na Tailândia, IGnite, onde serão apresentados temas sobre captação de fundos e comunicação com a intenção de aumentar os recursos da agência para seus projetos.

 

São dois eventos que acontecem entre os dias 20 e 27 de Fevereiro no CATRE. O primeiro tem a presença dos diretores da ADRA de cada divisão que forma a Associação Geral da Igreja Adventista e o segundo terá os membros do Conselho Internacional do Presidente (líderes adventistas mundiais).

 

A reunião está sendo realizada no Brasil como uma forma de valorizar o trabalho aqui efetuado: “O Brasil e toda a América do Sul têm tido um papel importante na Igreja e na ADRA. Ao trazemos todos os nossos líderes para cá, reconhecemos e podemos ver de perto o trabalho aqui feito”, comente o presidente da ADRA Internacional.

 

Para o líder maior da agência humanitária, o mundo está com problemas, devido o efeito do pecado. “Muitas pessoas no mundo não possuem condições mínimas de sobrevivência e a ADRA tem levado ajuda para essas pessoas. Mas não suprimos somente as necessidades básicas, mas também as espirituais. Não estamos trazendo somente água e comida, mas também alívio espiritual”, finaliza. [Equipe ASN, Daniel Gonçalves]

 

 

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox