Notícias Adventistas

Adventistas crescem 4% na América do Sul

Número de adventistas cresce com ajustes dos dados estatísticas em sistema moderno e online.

Pr. Magdiel trouxe dados que contextualizam realidade adventista em oito países

Pr. Magdiel trouxe dados que contextualizam realidade adventista em oito países

Libertador San Martín, Argentina … [ASN] Os dados atualizados da Secretaria Executiva da Igreja Adventista do Sétimo Dia indicam crescimento líquido de 4,6% do número de membros. Isso significa o aumento real, pois é a diferença entre o número total de quem deixou a denominação (porque abandonou a fé) e de quem passou a fazer parte (por batismos, profissão de fé ou transferência interna). Até setembro de 2013, o número oficial de adventistas é de 2 milhões e 249 mil membros em oito países (Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai, Chile, Bolívia, Peru e Equador).

Segundo pastor Magdiel Pérez, secretário geral da Igreja Adventista, a análise mais cuidadosa dos dados aponta pontos fortes e fracos. Houve crescimento na casa de 8% em batismos durante esse ano. A faixa etária em que mais se batizou foi de pessoas com menos de 20 anos, ou seja, jovens e adolescentes (50% do total). Ao mesmo tempo, no entanto, um terço dos que passaram a ser adventistas, nessa faixa etária, deixou a denominação menos de um ano depois. “Nós precisamos que a Igreja seja atraente para os jovens, mas seja também relevante para que ele continue”, afirmou o pastor Erton Köhler, líder sul-americano adventista.

Outros dados interessantes – O trabalho missionário mais eficaz parece vir de congregações com menos de 200 membros (ou seja, consideradas menores). Segundo as estatísticas, 90% das congregações adventistas na América do Sul (17 mil e 595) possuem menos de 200 pessoas que são frequentadoras regulares. 60% dos membros adventistas estão nessas congregações e 70% dos batismos provêm dessas igrejas.

O pastor Erton Köhler comentou que fica provado que congregações menores dão um sentido de comunidade e são ambientes mais propícios para o desenvolvimento espiritual dos membros e não igrejas tão grandes. O sistema de Secretaria chamado ACMS, desenvolvido pela Igreja Adventista na América do Sul, já é utilizado em outras quatro divisões mundiais. Pelo menos metade dos pastores em oito países sul-americanos afirmaram que já utilizam esse sistema que permite visualizar, em tempo real, dados detalhados a respeito do corpo de membros. [Equipe ASN, Felipe Lemos]

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox