Notícias Adventistas

ADRA prepara casamento e une oficialmente 63 casais

 

Casamento coletivo oficializou a união de 63 casais.Viana, ES…[ASN] A ADRA Regional do Espírito Santo, em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social, Renda e Cidadania (Semarc) e a Prefeitura Municipal de Viana, organizou um casamento coletivo no último domingo, 20 de maio. O evento realizado no Ginásio de esportes Germano Lube, em Viana Sede, oficializou a união de 63 casais registrados nos três Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) do município. A prefeitura pretende repetir o evento a cada dois anos.
 

Os casais que não efetivavam a união, devido à situação financeira, foram contemplados com a cerimonia coletiva.  Segundo assistente administrativo da Adra no Espírito Santo, Henrique Knaak, foi identificado nos Cras que alguns casais queriam se casar oficialmente, mas não conseguiam. A iniciativa então partiu da parceria com a prefeitura, e após cinco reuniões, realizaram a cerimonia.

 

Conforme a Subsecretária Estadual de Assistência Social Sandra Shirley, o casamento é necessário, pois traz segurança à família, principalmente para a mulher. “Essa cerimônia é muito importante para fortalecer os vínculos familiares”, argumenta. A maioria dos casais já moravam juntos mas ainda não estavam oficialmente casados.

 

Jandira Aparecida dos Santos, por exemplo, morava com Vitório Batista há 11 anos, e pela primeira vez, usou vestido de noiva.  Segundo ela, a união vem para melhorar a vida financeira e também espiritual. “Eu peço a Deus que sempre fortaleça ainda mais a nossa união”, completa o marido.

 

O casal João de Mattos do Nascimento e Ana Ramos, ambos de 70 anos, também oficializaram a união no casamento coletivo. Ana era viúva, mas João trocava as alianças pela primeira vez.  Eles moravam a 12 anos juntos e viam o casamento como algo aprovado por Deus. “Os jovens também devem procurar esse caminho”, aconselha Ana.

 

A prefeita da cidade, Ângela Maria Sias, que também esteve no evento, fala da importância do casamento em relação ao exemplo deixado aos jovens. “No lar onde existe o verdadeiro amor, a infelicidade não entra. E as crianças aprendem mais com os exemplos que os pais dão do que com as palavras”, declara.

 

A ADRA ainda proporcionou aos casais sem condições, um par de alianças, CD com fotos da celebração, e responsabilizou-se tanto pela cerimônia civil e religiosa quanto pela limpeza e manutenção do local.

 

O casamento foi dirigido pelo pastor Lucas Mendes Ribeiro, gerente rgional do Espírito Santo, e a cerimonia civil pelo juiz de paz Almir José Amênio. Como pré-requisitos para o casamento comunitário, um dos noivos precisava morar em Viana e ter renda familiar mensal familiar equivalente a um quarto do salário mínimo.  Com a parceria, a prefeitura pretende repetir o evento a cada dois anos. [Equipe ASN, Isadora Stenzler]

 

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox