Notícias Adventistas

Abrigo de meninos recebe atenção e amor

Abrigo de meninos 'São Miguel Arcanjo' recebe amor e atenção através do Projeto 'Mãos Ajudadoras', organizado por Leonardo Mamedio.

Projeto Mãos Ajudadoras

Meninos do abrigo aprendem a fazer pão.

O Ministério Mãos Ajudadoras da igreja adventista de Bel Clima, localizada em Campo Grande, região Oeste do Rio, desenvolve um trabalho mais que missionário no abrigo para Menores infratores ‘São Miguel Arcanjo’, em Tinguá, Município de Nova Iguaçu.

O líder desse ministério Leonardo Mamedio, já realiza esse trabalho há mais de um ano e confessou que já não assiste ao Culto Jovem há muito tempo na sua igreja, pois a cada sábado ele visita os meninos no abrigo. Contou que a visita dele, da família e alguns amigos começa por volta das 15 horas e se estende até as 21h. Mas que eles nem sentem o tempo passar.

O abrigo de meninos recebe atenção e amor. Muitos deles estão ali por que cometeram crimes ou sofreram maus tratos dos pais ou abandono. Cada um tem uma história de vida sofrida e muitas vezes o que mais precisa é se sentir amado, com apenas um abraço, um sorriso sincero.

O organizador do ministério considera os meninos como parte da família e comentou que ‘amar não custa nada e faz muito bem. Não tenho palavras como é gratificante ver um menino que é levado para o abrigo por maus tratos pela mãe, voltar a andar e sorrir depois que passamos a dar-lhe atenção. Eles ficam esperando pela nossa visita, muito anciosos. Eu não consigo me imaginar fazendo outra coisa nos meus sábados à tarde’.

Célia Valentina contou que participou pela primeira vez na visita ao abrigo, convidada a apadrinhar algum menino e ajudar a suprir necessidades básicas como itens de higiene pessoal e outros importantes como roupas, sapatos e algum presente numa data comemorativa. O Dia das Crianças foi comemorado antecipadamente, no dia 5 de outubro, e ela pôde entregar um presente a um dos meninos. ‘Não tem como a gente ficar indiferente, a vontade de se aproximar deles e demonstrar carinho é inevitável e foi exatamente isso que eu e meu esposo fizemos lá, não só dando o presente, mas também abraços e sorrisos’, comentou Célia.

Através das doações recebidas de uma loja de brinquedos, a equipe de 12 pessoas alegrou o dia desses meninos, que estão em faixas etárias diversas, de 1 aos 18 anos, idade máxima que eles permanecem no abrigo.

Uma das atividades que o projeto faz com esses meninos além de contar histórias bíblicas, louvores e oração é a panificação. Através dessa atividade eles conseguiram encaminhar um jovem ao trabalho e procuram empregar outros que completam 18 anos e não podem mais permanecer no abrigo. Algumas Bíblias foram deixadas na sala de leitura para os meninos, e muitos deles já estão criando o hábito de ler a Palavra de Deus antes de dormir. Para Mamedio ‘essa é uma grande chance de resgatar esses meninos para Cristo’.

Leonardo comentou que estão programando um Natal especial para esses meninos, uma festa com direito à Ceia e presentes debaixo da árvore em dezembro.

Nota: Por motivo de segurança, o rosto dos meninos foi preservado nas fotos publicadas nessa matéria. [Equipe ASN, Fabiana Lopes]

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox