Notícias Adventistas

A Grande Esperança apresentada a crianças em trabalho social

 

Visita ao orfanato tem mudado a vida dos participantesViamão, RS … [ASN]  É através das redes sociais que o trabalho começa, mas o objetivo é mais nobre do encontrar os amigos e ter relacionamentos virtuais. Esta é uma atividade séria que faz parte de uma ação voluntária dos jovens adventistas há quatro anos. Neste sábado, dia 15 de setembro, o grupo de jovens adventista realizou uma de suas visitas mensais à Casa de Passagem Cisne Branco, em Viamão, para realizar uma ação social e cristã. Trata-se de um grupo de jovens faz o trabalho regularmente em um local onde crianças ficam quando são retiradas judicialmente de seus lares por diversos contextos familiares.

O grupo de aproximadamente 30 voluntários começou a realizar este trabalho de beneficio social em 2009 e não parou mais. Mariane reis, uma das pessoas que organiza a arrecadação das doações e as visitas explica como funciona este trabalho: “Nós trabalhamos em parceira com a Casa de Passagem. Então antes de começar a campanha eu ligo aqui para os responsáveis pergunto o que as crianças mais estão precisando este mês e começo a campanha no Faacebook. Hoje entregamos chinelos, um guia de estudo da bíblia (a Lição da Escola Sabatina) para criança.” Além das doações os jovens realizam festinhas e programações com conteúdos religiosos. “Porque além das necessidades básicas, nós pretendemos trazer um pouquinho de esperança através da mensagem de Deus”, completa Mariane Reis.

Todos os meses são realizadas campanhas para suprir a necessidade dessas crianças. Durante o ano, matérias escolares, luvas, meias e outros donativos já foram entregues para as crianças.

Nesta ocasião, o “Clube da Luta” do Colégio Adventista de Porto Alegre também fez sua participação especial através da encenação “Ladrão da Alegria”. O objetivo é apresentar para essas crianças que a verdadeira alegria só em Jesus. Clube da Luta foi o nome dado escolhido por esses alunos que realizam este tipo de trabalho voluntário de divulgação de mensagens cristãs.

“São crianças que vieram de contextos famílias difíceis e necessitam da atenção e do carinho. Por isso é importante o trabalho desses jovens. Depois, durante a semana a visita e a festa é o assunto mais comentado. E quando o tempo passa, chegam as perguntas: quando eles vêm de novo?”, relata Orilde Cambri, coordenadora da Casa de Passagem Cisne Branco. [Equipe ASN, Bianca Lorini]

 

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox